Periodontia

Clínica Notória - Clínica Odontológica em São Paulo A Periodontia é a especialidade da Odontologia que trata as doenças periodontais. A doença periodontal é uma doença que afeta desde a gengiva até o osso que envolve e suporta o seu dente. Os três estágios da doença periodontal, que varia do menos ao mais grave, são gengivite, periodontite e periodontite avançada. Além de toda a questão inflamatória, desconforto, halitose, etc, seu maior risco é a perda total dos dentes, por falta de osso que os suporte. Para que isso seja evitado, a Periodontia trabalha com prevenção e tratamento curativo. A prevenção inclui não só visitas regulares ao cirurgião dentista como é fundamental a colaboração do paciente para a correta higienização, utilizando todas as técnicas ensinadas.

Gengivite: é o estágio inicial da doença, que se tratada a tempo, não causa maiores prejuízos bucais. Nesta etapa, podemos observar um ou mais dos sintomas:

• Gengiva que sangra facilmente durante a escovação ou o uso de fio dental;
• Gengiva inchada, vermelha ou dolorida;
• Gengiva retraída;
• Mau hálito persistente ou gosto ruim na boca;


A gengivite pode ser tratada com profilaxia e fluorterapia, e se necessário raspagens supragengivais (acima da gengiva) para remoção da placa bacteriana, que devem ser feitas periodicamente (de 6 em 6 meses) pelo dentista, assim como a correta higienização, conforme descrito acima.

Periodontite: além dos sintomas presentes na gengivite, as fibras e o osso de suporte já estão irreversivelmente danificados. Nesta etapa, podem aparecer também:

• Dente amolecido;
• Próteses parciais que se desajustaram;
• Pus visível em torno dos dentes e gengiva;
• Dores agudas ao mastigar os alimentos;
• Dentes excessivamente sensíveis à temperaturas frias ou quentes.

A doença periodontal instalada requer os mesmo cuidados citados no controle da gengivite e é fundamental estabilizar a doença para evitar sua evolução. Para tal, são feitas também raspagens subgengivais (embaixo da gengiva), sob anestesia local, para remoção da placa bacteriana e do cálculo (popularmente chamado de “tártaro”) aderidos ao dente. Nestes casos, as vistas ao dentista devem ser mais frequentes, pois já há perda óssea decorrente da doença.

Periodontite Avançada: Nesse estágio, as fibras e o osso dos dentes estão sendo destruídos, causando inclusive a movimentação dos mesmos. Além dos riscos já citados acima, a doença afeta também a mordida, causando prejuízos na fala e na alimentação. Se o tratamento periodontal não for feito corretamente, os dentes provavelmente terão que ser extraídos. O tratamento é semelhante aos descritos acima, mas muitas vezes é necessário que se façam cirurgias, utilização de laser e antibióticos. Aqui, as visitas ao Periodontista devem ser mais frequentes ainda (de 3 em 3 meses).